Proprietários de terra no Brasil devem quase R$ 1 trilhão à União

14/dez/2016

Por Cauê Seignemartin Ameni

publicado originalmente em De Olho nos Ruralistas

O agronegócio leva nas costas, como alegam seus defensores, as contas do Estado brasileiro? Segundo o relatório Terrenos da desigualdade: terra, agricultura e desigualdade no Brasil rural, publicado pela Oxfam, não. Dados da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional mostram que 4.013 pessoas físicas e jurídicas detentoras de terra devem R$ 906 bilhões, uma dívida maior que o PIB de 26 estados.

O montante é equivalente a metade do que todo o estado brasileiro arrecadou em 2015. Ou aproximadamente 22 petrolões.

Cada um dos 4.013 devedores tem dívidas acima de R$ 50 milhões. Segundo dados do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), há um grupo ainda mais seleto de 729 proprietários que declararam possuir 4.057 imóveis rurais, somando uma dívida de R$ 200 bilhões. As terras pertencentes a esse grupo abrangem mais de 6,5 milhões de hectares, segundo informações cadastradas no Sistema Nacional de Cadastro Rural.

O Incra estima que com essas terras seria possível assentar 214.827 famílias – considerando o tamanho médio do lote de 30,58 ha/famílias assentadas. Em outras palavras, seria possível atender, com as terras dos maiores devedores do Estado brasileiro, o dobro das 120 mil famílias que estavam acampadas demandando reforma agrária em 2015.

Tags: 

AGENDA DO GOLPE

Governo manobra e aprova urgência para Reforma Trabalhista

Urgẽncia veta pedidos de vistas, dificulta a discussão e encurta em dois dias o período para a apresentação de novas emendas ao projeto

20/abr/2017
PESQUISA

Artigo de Jessé de Souza e William Nozaki: “O Brazil não conhece o Brasil”

Leia a íntegra do artigo que analisa a pesquisa "Percepções e valores políticos nas periferias de São Paulo”

20/abr/2017
CINEMA

A luta por moradia nas telas

Era o Hotel Cambridge aborda as tensões dos que lutam por moradia pela narrativa dos que habitam uma ocupação de São Paulo

20/abr/2017
DESIGUALDADE

Brasil batendo recorde de desigualdade de gênero

Apenas 10,8% das cadeiras legislativas foram ocupadas por mulheres; inferior à média mundial e da América Latina

20/abr/2017
FUNDAÇÃO PERSEU ABRAMO
Rua Francisco Cruz, 234 - 04117-091 - Vila Mariana - São Paulo - SP
(11) 5571-4299 - imprensa@fpabramo.org.br